Ejaculação Feminina - Algo que deveria saber

by - 21:55

A ejaculação feminina é um dos temas mais controversos da sexualidade. Enquanto muitas mulheres dizem ejacular com relativa facilidade, outras tantas fazem de tudo para conseguir sem sucesso. Muito gente acha que a ejaculação feminina não existe e não passa de urina ou lubrificação vaginal. Outras pessoas acreditam que somente uma minoria de mulheres têm capacidade de ejacular.

Portanto, você deveria saber:

Ela existe
Embora o assunto seja muito controverso entre os médicos e cientistas, a ejaculação feminina realmente existe. A dificuldade em comprovar a existência da mesma, dá pelo fato de que os médicos não conseguem entender de onde é a proveniência do fluído. Apesar de ainda inconclusivo, acredita-se hoje que as verdadeiras responsáveis pela ejaculação feminina sejam as glândulas de Skene, que ficam próximas ao clitóris e a abertura da uretra.

A ejaculação feminina não é realmente uma ejaculação
As mulheres, obviamente, não possuem todo o aparato necessário para ejacular. A ejaculação feminina se trata somente de um líquido expelido pela uretra quando as glândulas de Skene são estimuladas, mas ficou popularmente conhecida por esse nome por sair como um jato, geralmente durante o clímax sexual, de forma muito semelhante à ejaculação masculina.

Quase todas as mulheres são capazes de ejacular
Como todas as mulheres possuem glândulas de Skene, todas são aptas a ejacular. Algumas têm mais facilidade que outras, mas com o devido aprendizado, a não ser que haja algum problema ou doença, não há nenhum motivo para acreditar que você, sua parceira ou qualquer mulher não possa ejacular.

Um orgasmo com ejaculação não é mais intenso
A sensação de expelir líquido durante o orgasmo pode ser muito boa, mas o orgasmo em si não é necessariamente mais intenso só por causa da ejaculação feminina. Além disso, para conseguir ejacular, é preciso estimular a região da uretra, que fica muito próxima ao clitóris e às glândulas parauretrais, o que proporciona muito prazer. No entanto, não há nenhuma relação direta entre a intensidade do prazer e a presença da ejaculação.

A ejaculação feminina não é como nos filmes pornográficos
Não se decepcione se você ou a sua parceira não soltarem jatos quilométricos de fluído. A ejaculação feminina é um jato e pode sair com mais ou menos intensidade e volume de mulher para mulher, mas jamais do modo exagerado como aparece nos filmes. As atrizes pornô geralmente bebem muita água antes de filmar e urinam durante a cena, para simular uma ejaculação. Outras colocam água na vagina e contraem o músculo pélvico para expelir, explicando por que tanta gente acha que a ejaculação feminina sai da vagina.

Estimular o ponto G não é a única forma para conseguir ejacular
Há um mito de que o único modo de alcançar a ejaculação feminina é estimulando o ponto G. É verdade que essa é uma das formas mais populares, até mesmo porque o ponto G fica extremamente próximo das glândulas que secretam a ejaculação feminina. No entanto, é perfeitamente possível ejacular com estimulação somente externa, pressionando o clitóris e a uretra, por exemplo.

You May Also Like

0 comentários